Dress for less - Parte 1



Vestir-se bem, ter estilo, nada tem a ver com saldo bancário.
É saber escolher as peças certas que valorizam seus pontos fortes, sem preconceitos.

Existem muito boas opções nas grandes magazines e o chamado fast fashion faz as últimas tendências de passarelas chegarem instantaneamente ao nosso alcance a preços bem convidativos.

Mas para pagar pouco e não parecer que pagou pouco, alguns passos devem ser seguidos por quem quer se aventurar nessa selva fashion:

# Só compre se vestir muito bem – para melhor aproveitar o tecido, a produção industrial às vezes sacrifica o modelo, tirando um pouquinho aqui e ali, o que faz uma baita diferença na peça final.

# Repare no caimento e acabamento da peça – costuras repuxadas e tortas acabam com o glamour.

# Prefira tecidos de algodão e linho – tecidos muito sintéticos denunciam a baixa qualidade do produto.

# Fuja de couro fake – a não ser que seja somente nos detalhes, pelo mesmo motivo do item anterior, uma peça inteira em couro fake, dificilmente parece couro verdadeiro.

# Aproveite para comprar aquela tendência da temporada que você adorou, mas não sabe se dura até a próxima estação – a gente usa até enjoar e depois não tem dó de passar adiante, pois não deixou os tubos na peça!

# Fuja da seção de bolsas – a não ser que sejam de tecido, a maioria das bolsas de couro fake tem cara de peça fuleira. Os metais utilizados normalmente também não são de muito boa qualidade. E bolsa tem que ser boa, senão detona o resto da produção.

# Aproveite as peças com etiqueta de produto importado, pois normalmente são mais bem feitas, tem melhor acabamento e caimento - principalmente casacos. Aliás, eu sempre acho melhores peças no inverno do que no verão nessas lojas...

# As opções de bijoux também são ótimas – mas prefira peças de metal e não plástico e repare se estão bem coladas e montadas. Tem que parecer que foram caríssimas!!

O importante é ter bom olho, paciência pra pesquisar – nem sempre achamos algo interessante e que valha a pena - e não ceder ao impulso do preço baixo, pois o barato sai caro se for equivocado, principalmente pra sua imagem.

E tenha atitude! É isso que faz a diferença no final das contas! 

Como dizia a minha mãe “não importa a roupa, o importante é o cabide”!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ah, já vai? Então deixe seu email pra receber as novidades!

Estilo

Inspirações

Dicas e Truques